Review – Deathsmiles

Aê! Eu sei que ia publciar um review por dia, mas quero ficar livre logo dessa porra pra jogar Stacraft 2! Uhúúúú! Bom, vocês devem estar achando que deixei o melhor para o final, não? Na verdade não. O blog é meu, eu faço a ordem que eu quiser. Então deixei o jogo mais cocô para o final.

Please insert coin.
Manja aqueles joguinhos de “navinha” que você quando era apenas um moleque ranhento ia no fliper e gastava todas as fichas nele? Então, esse Deathsmiles é um desses daí ó. Só que ao invés das “navinhas” os personagens são tipo umas bruxinhas de mangá que saem avuando por aí tocando o terror.

Fadinhas cuti-cuti.

A história não faço idéia de qual seja, até porque nesses jogos ninguem se preocupa com a história, mas é algo sobre bruxinhas num mundo mágico aprontando 1001 confusões pra tentarem voltar pra casa no mundo real.
Hadouken!!!
Caras, esse jogo seria muito bacaninha e tudo mais se estivesse numa casa de fliperama, que é onde ele pertence. Ou mesmo na Live Arcade, vendido por um preço módico. Mas porra, saiu numa caixinha, como um jogo “de verdade”, e vendido lá fora por 50 doletas (nem vou falar o preço aqui pra não ficar deprimido). Porra xuxu!
Quero dizer, é um jogo divertido e tudo mais, para jogar de dois, maaaaaaaaas… po, a redação do Cocô na Cuia zerou esse jogo em cerca de 20 minutos. Mas nem tudo está perdido, Deathsmiles tem um dos melhores chefes ever. Uma vaca gigante! \o/
Moooooooooooooooo…
Assim não pode, assim não dá. Live Arcade nele!
ESRB Adverte: Deathsmiles contém pelvis parcialmente expostas.
Nota 3. E o grande cocô da rodada vai pra ele! Ma Oeeeeeeeeeeeeeeeeee!
  • Eu tenho quase certeza que a gente zerou esse troço em menos de 20 minutos.Rowiiiiiiiiiiiiiiiio