Review – Super Bock

Certo dia, este que vos fala teve uma visão: montar um blog de degustadores de cerveja com baixo orçamento, fazendo reviews de diferentes beras, e ganhando um cascalho com isso, através de anúncios e doações. Com isso, eu poderia “degustar” beras cada vez mais caras e poderia beber cada vez mais. Genial não? Infelizmente, essa idéia acabou não saindo do papel, e este pobre mancebo resolveu montar esta merda de blog no lugar. Bem, como eu não teria cacife, tempo e nem paciência para tocar dois blogs simultaneamente E ao mesmo tempo, e como o CnC já virou um blog de utilidade pública, cá está, amigo cachaceiro! Estreia hoje a review de bera mais descontraída da web para que você, pinguço de plantão, possa escolher sua berinha arrojada do final de semana sem queimar muito a pestana com isso! Yay!!!
E para inaugurar esta sessão, nada melhor que uma bera portuguesa com certeza, ora pois pois! (na verdade é porque foi a última que tomei, então é a única que me lembro no momento – o resto preciso beber tudo de volta para lembrar…)… Ow ow owwwwwww é a Kagaiser Kaiser Super Bock!
Dias atrás estava eu no mercado, contando os centavos pra comprar alguma bera arrojada para o final de semana. Criei o estúpido (e caro) hábito de degustar toda e qualquer cerveja diferente que encontre no mercado. Mas dessa vez resolvi puxar um pouco o freio de mão. E não é que para minha surpresa tinha esta loira lusa à disposição por um preço bem acessível?!
E não é que os portugas tem senso de humor?
Tudo bem, a princípio torci o nariz. Afinal, nossos patrícios não tem lá grande tradição cervejeira. E o nome “Super Bock” para uma pale ale me fez pensar “Putz, só podia ser coisa de portuga mesmo! “. Mas enfim, arrisquei!
Vai uma rapidinha?
E aí? Cara, definitivamente não é uma das melhores cervejas que já tomei na minha vida, mas é uma bera boa, forte e encorpada. Pesquisando um pouquinho na internet descobri que ela é uma das cervejas mais populares de Portugal, com cerca de 42% do mercado. Seria o equivalente às nossas Skol e / ou Brahma Chopp dependendo da região do país. E devo dizer que, se é assim, nossos patrícios estão muito melhor servidos do que nós! E mesmo comprando importada, ela não sai muito mais cara que umas beras nacionais mais elaboradas (dependendo sai até mais barata!)
Reza a lenda que essa bera caiu nas graças do Manchester United, time de futebol da Inglaterra (lar de um dos povos mais pinguços do mundo), desbancando a Stella Artois. Eles fizeram até um Jingle: “Super Bock, superstar, gets you more pissed than Stella Artois”.

Se beber, não dirija!
Nota 7,5 pra ela! (ma oeeee!!) – sim, eu sou exigente.
Ficha técnica:
Nome: Super Bock
Origem: Portugal Portugal
Tipo: Pale Ale
Graduação Alcoólica: 5,2%
Preço de venda (aprox.): R$ 2,30 – 2,50 (garrafa de 350 mL)
Aprecie com moderação! Beba só umazinha!