Review – 1795

Olha só que jóia! As reviews de beras do CnC estão de volta! Mas como estou com preguiça de escrever, achei um site bala que tem todas as informações de todas as beras que você possa imaginar! Trata-se do Brejas (www.brejas.com.br), leitura obrigatória para qualquer um que quer entender do gênero. Ou não. Porque li alguns reviews dos caras e não entendi lhufas. Sei lá se é triplo maltado, se é feito com lúpulo gozado pelas freiras virgens do Tibete ou o caralho a quatro. Só sei beber e dizer que gostei ou não. Hehehehehe! Mas vamos lá, para os entendidos de plantão…

INFORMAÇÕES

Cervejaria Budejovicky Mestansky Pivovar
Importadora Bier&Wein
Estilo Bohemian Pilsener
Álcool (%) 4.7% ABV
Sazonal Não é sazonal
Ativa: SIM
Temperatura 0-4 °C
Copo ideal  Caneca •  Pilsner
Onde comprar Submarino

DESCRIÇÃO COMERCIAL

Fabricada sob rigorosos e tradicionais processos, com malte próprio e o lúpulo de Saaz, a 1795 é uma cerveja premium lager dourada, com paladar redondo e balanceado amargor. Possui aroma fresco e floral, ideal para acompanhar pratos condimentados (ex. culinária thai, indiana ou chinesa), peixes e saladas e para ser apreciada nos mais diversos momentos. Estilo: lager (baixa fermentação) – 4,7% teor alcoólico Cor: dourada brilhante Aroma: floral e fresco Paladar: encorpado, bem balanceado, com boa presença de lúpulo e toques vegetais. HISTÓRIA A cerveja 1795 é a cerveja premium lager original da famosa cidade de Budweis, na Bohemia – República Tcheca, produzida pela cervejaria BMP (Budejovicky Mestansky Pivovar) a mais antiga cervejaria da região, fundada no centro histórico em 1795. Referência mundial em cervejas lagers, Budweis é cidade de origem de excelente cervejas lagers há mais de 700 anos. Fabricada sob rigorosos e tradicionais processos, a Cerveja 1795 atinge os mais elevados padrões estabelecidos pela “demoninação de origem controlada” (DOC) determinados pela União Européia, exclusivamente para cervejas produzidas na cidade de Budweis. Similar aos vinhos de denominação controlada, desde 2004 a União Européia decretou o uso do termo ” Budejovicke Pivo ” ou “Budweiser Bier” como DOC, afirmando que a qualidade superior de sua cerveja está intimamente ligada à região onde é produzida. Apreciada por sua cor dourada, paladar redondo e balanceado amargor, a BMP produz e prepara seu próprio malte, utiliza o famoso lúpulo de Saaz e água de fonte própria retirada de mais de 270 metros abaixo da terra. Datas chaves na disputa das cervejas Budweiser 1795 – É fundada a cervejaria Budejovicky Mestansky Pivovar, a BMP. 1802 – A cervejaria BMP produz a primeira Budweiser Bier. 1872 – A cervejaria BMP inicia suas exportações aos Estados Unidos. 1877 – A cervejaria Anheuser-Busch, nos EUA, registra a marca “Budweiser Beer” 1882 – A cervejaria BMP registra a marca “Budweiser Lager Bier”. 1895 – É fundada a cervejaria Budejovicky Budvar, a concorrente tcheca da BMP. Curiosidade : Em 1894 Adolphus Busch testemunhou na Corte do Distrito Sul de Nova Iorque, em favor da Cervejaria Anheuser-Busch na disputa pelo uso da marca Budweis, dizendo que sua idéia era simples: “produzir uma cerveja com a mesma qualidade, cor e gosto da cerveja que era produzida em Budweis”. E ele se referia à BMP, pois na época não existia nenhuma outra cervejaria em Budweis!

A minha opinião? Na verdade achei ela uma cerveja bem mais ou menos, e pela descrição acima dá pra ver que é uma boiolagem só. “Aromas Florais” é o caralho! 1795 deixa um amargor na boca , mas não no bom sentido, pois deixa um gosto um tanto estranho junto. Definitivamente não vale o investimento de quase 10 pila na garrafa. Antes tivesse comprado meia dúzia de Skol! Hehehehehe!
Nota 5.