Rádio Excelsior – Coisa velha!

Já que ninguém anda escrevendo nessa jabirosca, eu escrevo!!! 


Vou falar sobre a Rádio Excelsior AM 670. Já sei, você vai me dizer que jamais ouviu falar. É uma rádio de São Paulo que nossos pais ouviam quando tinham a nossa idade. Ela foi criada em torno de 1969 e tocava Hits exclusivos. Foi criada pelo comunicador Antonio Celso.  E na época era um orgulho do cacete você ter músicas gravadas no seu K7 com o selo da rádio. 
A galera fazia bailinhos com musicas das fitas gravadas na rádio. Era AM pois naquela época não existia FM.


O selo da rádio falava: Viaje com Excelsior, a máquina do som


Agora me questione porque eu estou falando disso. Vou falar da Excelsior porque eles tinham uma política diferente sobre música do que existe hoje. 


Atualmente a música é divulgada da seguinte forma:


Empresário + $$ + padrinho rico = música na rádio


Na época da Excelsior era diferente. Eles possuíam um “agente” que era um cara que viajava para a Europa ou EUA e visitava as casas noturnas, estúdios e outros lugares para descobrir o que estava sendo lançado e o que existia de bom. Então ele retornava ao Brasil e apresentava aos programadores as músicas que havia trazido. 
Os programadores faziam uma reunião na qual davam notas para as músicas e dessa forma era decidida quantas vezes a música iria ao ar. 


Atualmente a música vai ao ar, tantas vezes quanto o $$ pode pagar. Ou você acha que um bom programador de rádio sem um incentivo iria rodar “Luan Santana” ou “Rebecca Black”???


Eu ouvi uma história que os programadores da época vetaram de tocar Bohemian Rhapsody do Queen. Eles acreditavam que a música não cairia no gosto da juventude da época. Afinal não é uma música muito divertida para ficar tocando a todo o momento na rádio mesmo. 


A Excelsior foi uma das pioneiras em lançar LPs e K7s dos maiores sucessos da rádio. Muito antes da Jovem Pan pensar em fazer isso.

Que fim teve?
A Excelsior se  transformou na CBN, isso mesmo, aquela que toca notícia. 

E notamos que esse problema do dinheiro ser o lubrificante de todas as máquinas está acabando com os talentos do mundo. Seja no esporte, na música, nas artes.

Para quem tiver curiosidade: