DLCs- Algo que consegue ser pior que TV à cabo

Sabe o que me irrita em TV à cabo? Você paga aquela desgraça todo mês e os malditos ainda colocam propaganda a cada 5 minutos em todo os canais. E por incrível que pareça, DLCs (Downloadable Contents) conseguem ser pior que TV à cabo no quesito “empresas que metem no seu rabo com você pagando por isso”.

Caso você viva debaixo de uma pedra e só conhece esse site, de altíssima cultura DLCs são uma invenção das produtoras de jogos para vender mais conteúdo para seu jogo depois que você já comprou. Em essência pense neles como pacotes de expansão que tínhamos em jogos de PC desde os anos 80 e jogos de mesa desde os anos 70 (D&D e coisas do gênero).

AE JOGOS LULZ

O grande tchans é que os DLCs surgiram nessa geração atual de consoles porque eles foram os primeiros que de fato estariam conectados à internet (aquele modem do Mega Drive não conta!) o tempo todo. O grande xis dessa pataquada toda é que DLCs são mais safados do que expansões (!!!)

O que você espera de um DLC? Algo que faça você pegar aquele jogo seu que você zerou de trás pra frente, platinou porque tudo o que você faz na vida é jogar e engordar e por incrível que pareça, ligar denovo o videogame porque o DLC trouxe umas 10 mapas a mais. Um grande exemplo de um DLC aceitável é o Big Surf Island do espetacular Homem-Aranha Burnout Paradise. Um custo baixo por um mapa inteiro com várias coisas para se divertir.

O que acontece de verdade? Os cornos (em especial a CAPCOM) colocam no desenvolvimento do jogo principal praticamente tudo de adicional que eles pretendem lançar pra aquele jogo. Calculemos então ora pois! Se o custo do desenvolvimento do jogo sem DLC fosse US$1 Milhão*, vendendo o jogo a US$60 eles conseguiriam o retorno em ~16.667 cópias vendidas. Aí eles lançariam um DLC que custou mais US$200 K pra ser desenvolvido e vendem a US$5 o que significa que precisariam de 40000 cópias.

Agora, para tudo! Se o custo do desenvolvimento com DLC fosse os mesmos US$1,2 Milhões eles precisariam de 20000 cópias vendidas do jogo e depois poderiam vender o DLC pelos mesmos US$5 e só alegria de lucro! (PS: Eu sei que tem várias variáveis econômicas aí mas eu quero que elas se explodam).

O que a filha dum jegue da CAPCOM faz? Não contente em te enrabar várias vezes seguidas com DLC, a CAPCOM é mais safada e ainda manda a porra do DLC dentro do disco que você comprou! Isso mesmo: Você compra um pacote completo e depois eles te vendem uma serial por US$5. Então aquelas cores extras e personagens extras estão lá esperando você adicionar um .TXT no seu PS3/360 que diz que você pode usar?

Não precisa nem legenda dessa vez

E tudo isso é considerado prática agora! Vários e vários jogos são lançados com todo o plano de lançamentos de DLCs dentro do cronograma ou, pior, são lançados prematuramente e depois sai um DLC pra terminar o jogo – apesar que a SEGA já tinha feito isso com Sonic & Knuckles lá em 1994.

Eu compraria igual.

Então quando eu digo que DLC consegue ser pior que TV à cabo eu estou até sendo bem amistoso. DLC consegue ser pior que levar um vidro de pimenta no cu!

*:  em barras de ouro que valem mais do que dinheiro!