Angra Trigger – mas hein?

Ma que porra é essa Bátima?

Obviamente que é mais um título safado do CnC. Mas já que estávamos falando de música e games há pouco, vamos a mais uma rapidinha?

Primeiro, vamos dar uma olhada nesse texto que roubei na caruda lá do Whiplash:

O vocalista Edu Falaschi, conhecido mundialmente pelo seu trabalho à frente das bandas ANGRA e Almah, começou sua carreira profissional no ano de 1990 com o nascimento do grupo Mitrium e a desenvolveu com o Symbols no decorrer de toda a década.

No mês de agosto do ano 2000, a banda ANGRA oficializou a entrada do artista e, com muito trabalho, em 2001, Edu Falaschi teve seu talento rapidamente reconhecido ao redor do mundo como cantor e compositor. Logo em seu primeiro álbum lançado com o ANGRA, intitulado “Rebirth”, ele recebeu seu 1º disco de ouro no Brasil, com menos de 40 dias de vendagem, fato inédito na carreira do grupo.

Com o lançamento de “Temple of Shadows” em setembro de 2004 no Japão e no Brasil, os mais importantes críticos japoneses deram as maiores notas e consideraram o álbum como o mais sofisticado da história da banda, sendo um divisor de águas, um marco na história do Heavy Metal, e declararam que nesse material se encontra a melhor performance da carreira do cantor.

“Temple Of Shadows” foi digno de mais de cinquenta prêmios ao redor do mundo, o mais significativo deles foi o prêmio concedido pela mais importante revista de Metal, a Burrn! do Japão, que elegeu Edu Falaschi como 2º melhor vocalista do mundo em 2005.

Desde o lançamento de “Temple Of Shadows”, Edu Falaschi realizou com o ANGRA mais de cento e cinquenta shows, passando pelas Américas do Sul, Central e do Norte, Europa, Ásia e Oceania. Foi uma longa turnê que consagrou o conjunto e, por sua vez, o vocalista nos principais mercados da música mundial.

[Fonte: WHIPLASH Angra: carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída – Novidades (Notícia) ]

O resto é história. Todo mundo sabe que Edu Falaschi, o maior mimizento do mundo do metal já saiu do Franga Angra, mas isso não vem ao caso agora.

O que vem ao caso é que o Franga Angra sempre foi o maior sucesso na terra do Ajinomoto (como diria o Mamica), e sempre me indague o porque. Esses dias tava re-escutando alguns discos meus (comprados legalmente, é óbvio), incluindo o dito ‘Temple of Shadows’ da reportagem acima, que o Edu Falácia ganhou vice-liderança como segundo maior vocalista do mundo e bla-bla-bla.

Pô, e sabe que aí foi respondida minha pergunta? Os feladaputa tocam músicas de vídeo-game!  Principalmente de jRPGs. Quer dizer, obviamente NÃO são as mesmas músicas… mas lembram MUITO. Saca só essa, ‘Sprouts of Time’, não parece saída de Chrono Trigger?

Enfim, péssima desculpa para um post! Permitam que eu me redima e fiquem com esse Wallpaper dazora aí abaixo:

Fui!