Bridesmaids – Missão: Madrinha de Casamento – Review

Sabe aquele filme que você não lembra por que comprou, passa meses esquecidos no seu Hd externo e certo dia vc decide assistí-lo por puro acaso, sem nenhuma referência do mesmo e acaba tendo uma grata surpresa?  Bridesmaids foi esse filme pra mim no sábado passado.

Bridesmaids ou Missão: Madrinha de casamento, como foi chamado aqui no Brasil é um filme de Paul Feig, o mesmo do intragável “Ligeiramente Grávidos” de 2007,  é uma comédia escrachada, bem escrita e com algumas atuações surpreendentes de um elenco majoritariamente feminino. É um filme feito pra mulheres, com mulheres, que mostra o universo feminino intimamente, mas que acaba agradando mais aos homens do que às mulheres, talvez por conta do exagero e do e escracho com que muitas das situações são tratadas.

width=500
A trupe feminina que domina o filme!

 O enredo foca na história de Annie, cuja melhor amiga de infância Lillian está de casamento marcado e a convida para ser Madrinha ao mesmo tempo em que toda a sua vida desmorona.

width=389 width=421

Annie Walker, a protagonista interpretada por Kristen Wiig, mais um grande achado de “Saturday Night Lives” (não o do Rafinha :p), divide um apartamento com o casal de irmãos ingleses mais sinistros e bizarros que Hollywood já produziu (vide acima), sua loja de cupcakes não resistiu à crise norte-americana, seu namorado a enxotou e ela satisfaz suas necessidades afetivas com o bonitão e escroto Ted, participação especial de Jon Hamm de Mad Men,  impagável nesse filme.

width=355

As madrinhas norte-americanas, ao contrário das brasileiras, se envolvem ativamente na organização dos casamentos, e pra piorar a situação entra em cena Helen, Rose Byrne de Damages, esposa milionária do chefe do futuro marido da amiga e potencial futura melhor amiga de Lillian, a noiva. Instaura-se a guerra. Tudo para Helen é fácil, rápido e rico, enquanto Annie se desdobra para conseguir dar conta do casamento da amiga com o mínimo de recursos possível.

width=500

 É a partir dessa premissa que as situações mais cômicas e exageradas do filme se desenvolvem. Atenção especial à cena em que elas vão comprar os vestidos pra o casamento numa loja exclusivíssima logo após terem se deliciado com um atípico churrasco brasileiro e à seqüência do surto de Annie durante o chá de panelas milionário promovido pela amiga, ambas epicamente hilárias.

width=500
As madrinhas chegando na churrascaria Brasileira. Cenas hilárias advém daí!

O elenco como um todo é em sua maioria pouco conhecido e surpreendentemente muito bom, com 3 grandes surpresas: Kristen, que não só segura as pontas como protagonista cômica mas brilha como uma grande atriz comediante e é de fato o grande destaque do filme. Rose Byrne, ainda que numa atuação mais contida também não faz por menos e entrega uma antagonista que segura a bola de Kristen com categoria. E por fim a carismática Melissa Mccarthy, a Moly do seriado “Mike and Moly”, que atua como a masculina irmã do noivo, encarnando um papel que pode ser comparado a uma versão feminina e melhorada de Zach Galifianachis em Hangover (Se Beber não Case). Ela arranca risos em absolutamente todas as cenas em que aparece.

width=500

 Aliás esse filme já foi muito comparado a Se Beber não Case, por conta da premissa dos eventos acontecendo antes de um casamento, mas não se engane, Bridesmaids é ainda superior como comédia e você termina o filme com vontade de ver mais um filme com as mesmas personagens,

Pra lá de recomendado.

width=500

 Abraço do Gordo!

PS. Menção honrosa à rápida e nunca descartável do ídolo do CnC, Terry Crewes no começo do filme.