O realismo fantástico no cinema e o que vem por aí…


 

A escola literária do realismo fantástico é bem próxima de nós com suas raízes latino-americanas. Com o grande Gabriel Garcia Márquez como representante mais popular desse gênero bem próximo da gente, logo ali na Colômbia, essa mistura de fantasia com realidade não é de se espantar ao aparecer nos filmes latinos.

Um filme recente que trabalha muito esse gênero literário é o “Labirinto do Fauno”, apesar da história se passar na Espanha franquista, o filme foi escrito e dirigido por Guilhermo Del Toro, influente diretor mexicano.

Como um bom gordo, eu amo filmes sobre fantasia, mas aí que está o interessante no realismo fantástico, ele usa elementos fantásticos dentro de uma história completamente realista como se esses elementos fossem parte da realidade, o fantástico vira trivial e com isso, fica mais fantástico ainda. Durante o todo o “Labirinto do Fauno” você fica realmente em dúvida se tudo de fantástico realmente existe.

Outro que utilizou de forma brilhante o realismo fantástico nas telas é o neurótico favorito de todos, Woody Allen***, com seu “Meia Noite em Paris”, as viagens no tempo dos personagens eram tão triviais que dava até vontade de também ir para Paris e esperar um carro antigo passar à meia-noite para te levar para eras incríveis e conhecer fabulosos artistas imortais em seus cotidianos boêmio.

***Se bem que Woody Allen merece uma porrada pelo seu último filme, “Para Roma com Amor”, que estava mais para enredo de novela do Manuel Carlos do que um filme decente do Woody Allen.

Um queridinho por todos é Amelie, que conta a história de uma francesinha com a cabeça nas nuvens, e toda a estética do filme é linda e poética, com uma direção de arte e CG impecáveis, além de um apaixonante roteiro. Inclusive, o diretor, Jean-Pierre Jeunet tem uma assinatura com toque de fantasia, que tentou repetir em “Eterno Amor”, adaptação de um romance com o mesmo nome, mas não teve tanto sucesso como Amelie.


OK, mas o que vem por aí? Estou sentindo que essa pode ser uma nova onda nos próximos filmes independentes. Vamos ver o novo filme da dupla que adaptou a Graphic Novel “Persepolis” atacando novamente nas telas, só que agora não é animação, é um filme, mas com muitos efeitos e muita fantasia misturada com a realidade. O título em Inglês é “Chicken with plums” e em seguida vem o trailer para você conferir o clima do longa.


Os irmãos Wachowsky se juntaram ao diretor de “Corra Lola, Corra” e vão adaptar o best-seller “Cloud Atlas”, se bem que ele parece mais ficção científica pura do que realismo fantástico em si. Mas vale muito a pena conferir o trailer, parece que a direção de arte e os efeitos serão incríveis, o que me deixa receoso é que parece que tem muita história pra pouco tempo de filme e isso pode ser um tiro no pé. Outro filme que o trailer chamou muito a minha atenção e foi bem cotado em Cannes esse ano é “Beasts of the Southern Wild”, vale a pena conferir o trailer, pela sinopse percebe-se que existe um lado mágico dentro de uma realidade bastante sofrida.


Enfim, eu sempre serei um defensor da fantasia e acredito que esses filmes façam com que acreditemos um pouco mais nela nesse nosso mundo cinzento. Afinal daí que surgiu o realismo fantástico, no meio de ditaduras latino-americanas, escritores decidiram escapar da realidade anexando a fantasia de modo tão convincente que fez os leitores acreditarem que todos os absurdos eram reais. Então lembre-se que por mais dura que seja a realidade, ela pode ser transformada em algo fantástico, basta usar um pouco de imaginação.