Review Novos 52 – Universo DC #1

Uma revista que tem como carro-chefe o Aquabucha?

É, realmente, esse reboot mudou muita coisa…

Universo DC #1

Editora: Panini Comics – Revista mensal

Detalhes da edição: Capa couché, papel prisa-brite, lombada quadrada, impressão de merda.

Cascalhos: R$ 14,90 -> Grana Preta!

Número de páginas: 148

Data de lançamento: Junho de 2012

O que tem na edição?

Aquaman (Geoff Johns e Ivan Reis)

O reboot do Aquabucha começa muito bem, e, por incrível que pareça, ele passa quase a edição inteiro sendo zoado / esnobado / tirado sarro como o bucha que ele é. Sério. Você chega até a sentir dó do coitado. Desde os bandidos que ele persegue no começo “Ah, cara, é só o Aquaman!” até o blogueiro que o entrevista em um restaurante “Como você se sente sendo aquele herói que não é o preferido de ninguém?”. Enfim, ótima leitura e a segunda melhor história do mix. Pena que a segunda edição já não envereda tanto pra esse lado cômico…

Nota 4/5

Savage Hawkman (Tony Daniel e Philip Tan)

Puta merda. Tony Daniel. TONY DANIEL? De novo? Sério? Se foder.

Nota 1/5

OMAC (Dan Didio e Keith Giffen)

Sabe aquela história que é uma bosta mas mesmo assim você acaba gostando? É o caso de OMAC pra mim. Acho que pelo fato de ser roteiro de Toppo Giggio Dan DiDio e desenhos de Keith Giffen (Liga da Justiça Internacional das antigas), ele tem um feeling daqueles gibis aleatórios que eu comprava na banquinha da esquina quando eu era apenas um piá pançudo. Mas só vale pela nostalgia.

Nota 2/5

Fury of the Firestorm (Ethan Van Sciver, Gail Simone e Yildiray Cinar)

 Junta um herói bucha com uma historinha furada de colégio e azaração total. Tem como sair coisa boa? Lógico que não!

Nota 1/5

Mister Terrific (Eric Wallace e Gianluca Gugliotta)

O Sr. Incrível (que não é aquele da Pixar igual ao Gordo) em carreira solo! O refugo da Sociedade da Justiça tem não sei quantos PhDs, é o terceiro homem mais inteligente da DC (quem são o primeiro e o segundo), pinta um baita “T” na cara e sai combatendo o crime com umas esferas tecnológicas que ele enfia no cu. O Sr. Incrível tá mais pra Sr. Meia-Boca: alguns minutos depois de ler, provavelmente você nem vai mais se lembrar dessa história.

Nota 2/5

Blackhawks (Mike Costa, Graham Nolan e Ken Lashey)

Uma versão tabajara de GI Joe da DC. Não é à toa que já foi cancelado lá na gringa!

Nota 2/5

Wonder Woman (Brian Azzarello e Cliff Chiang)

A cereja do bolo dessa edição. Brian Azzarello (roteiro) e Cliff Chiang (arte) dispensam qualquer apresentação, e conseguiram trazer uma história e um universo totalmente críveis para esse reboot da Maravilhosa. Palmas pra eles!

Nota 4,5/5

Comentários Finais: Mix morno, que não vale o investimento alto para apenas duas histórias de qualidade.

Nota Final 2/5