Review Novos 52 – Sargento Rock & os Homens da Guerra #1

Sargento Pincel Rock e sua turma!

Mas cadê o Didi?

Sargento Rock & os Homens da Guerra #1

Detalhes da edição: Capa couché, papel pisa brite, impressão menos pior.
Páginas: 52
Preço: 6,90 -> Grana preta!
Lançamento: Julho / 2012

O que vem nessa porra?

Sgt. Rock and the Men of War #1, de Ivan Brandon (roteiro) e Tom Derenick (desenhos)

Como estou com preguiça de escrever, segue a sinopse oficial que roubei no site da Panini:

Nesta edição – Um dos mais emblemáticos personagens de guerra da história dos quadrinhos está de volta em uma versão repaginada para os novos tempos.

Descubra como o petulante e irascível Joseph Rock, neto do lendário Frank Rock – o laureado herói que lutou na Segunda Guerra Mundial e liderou a Companhia Moleza em meio à Europa ocupada pelos nazistas – tornou-se também um sargento na mais arriscada missão de sua carreira.

Sargento Rock no traço do mestre Joe Kubert (que Deus o tenha).

De quebra, você irá acompanhar a dura trajetória de uma equipe de seals norte-americanos, que descobre, na história Escudos Humanos, da pior maneira possível as várias facetas que a guerra esconde.

O que eu achei? É uma boa história de apresentação do personagem, que tem bastante apelo para quem curte uma boa história de guerra, mas podiam ter publicado a mini completa, fazendo um volume mais grosso (nuoffa), já que a exemplo do Desafiador, Sgt. Pincel Rock tem apenas três volumes. A segunda história, dos SEALS, é meramente pra encher linguiça.

Como é uma publicação de nicho (poucas pessoas conhecem o Sgt. Pincel Rock), a decisão da Panini de lançar apenas em comic shops mais que acertada.

Um detalhe sobre a edição: esta, assim como as segundas edições do Desafiador, Titãs, Esquadrão Suicida e Frankenstein, veio com papel ligeiramente melhor que o pisa-brite porco de costume, parece ter uma granação maior. Com isso, a impressão parece melhor também. Nada mais justo para os vermes de comics shops (como eu) que pagam mais caro nessas edições.

Assim como as demais publicações dessa linha direto para comic shops, no final tem quatro páginas contando a origem e trajetória do personagem nos quadrinhos, uma iniciativa bem bacana da Panini.

Nota Final: