Defiance (Seriado) – Review

É um seriado? É um MMO? É meu pau na sua orelha?

PrimeiraFiguraDosPostsdeREVIEWSdeSeries-Template

Na realidade, é um pouco de cada (exceto pela parte do pau na orelha, óbvio)! Fala xibungaiada! Todos sabemos que nerd que é nerd é chegadão num sci-fi, seja cinema, literatura, games ou o que for. Então é natural que quando anunciam uma série nova de ficção os nerds de plantão (inclusive eu) ficam todos oriçadinhos. Quando anunciam o lançamento simultâneo de uma série E um MMO passados no mesmo universo (e um influenciando o outro), aí que os nerds piram de vez.

Não deixe de conferir também:

DEFIANCE – Especial

DEFIANCE – Review (Game)

E esse é o caso de Defiance, série do canal pago (e baixa renda) Syfy, que estreiou semana passada! É obóvio que esse review não avaliará a série inteira, apenas o primeiro e segundo episódios, passando as impressões e expectativas de um nerd gordo e sem vida social que cresceu à base de Fandangos e Coca-Cola assistindo filmes de ficção científica (c’est moi).

defiance-tv-series-cast1

Primeiro, um disclaimer: não, não se deixe enganar pelo ‘SyFy’ produzindo a série. A emissora, conhecida pelas suas produções de baixo orçamento e gosto duvidoso aqui se supera: a série ainda sofre com alguns esporádicos ‘defeitos’especiais de Chaves aqui ou ali, mas mesmo assim, a produção está muito acima da média, reflexo de um orçamento mais polpudo.

defiance-tv-series-screenshot

A história é contextualizada num futuro próximo, quando um coletivo alienígena conhecido como ‘Voltans’ invadiu a Terra na esperança de colonizá-la após seu próprio sistema solar ser destruído. Problema é que os Voltans entraram em guerra com o seres humanos, e largaram uns terraformadores na superfície do planeta, desfigurando toda a geografia do nosso mundo e transformando tudo num imenso deserto. Ao fim da guerra, um acordo de ‘cessar-fogo’foi assinado, e Voltans e humanos perceberam que iriam precisar trabalhar juntos para sobreviver.

defiance-tv-series-defJan-2

É nesse contexto que conhecemos nosso protagonista, Jeba Nolan. Jeba é aquele estereótipo bem conhecido do gênero: cara durão, ex-militar, um sobrevivente que vaga pelo mundo com sua companheira e filha adotiva, a Irathian (uma espécie humanóide de nariz torto e olhos esbugalhados) Irisa. Os dois tem como objetivo chegar à Antártica, onde, teoricamente, há uma terra prometida. No entanto, tudo dá merda e a dupla vai parar na cidade de Defiance (antigamente conhecida como St. Louis), uma das últimas cidades remanescentes após a terraformação.

defiance-tv-series-defJan

Após ajudar a salvar a cidade de uma inesperada invasão de aliens hostis, Jeba resolve trocar o sonho de uma terra prometida por algo mais palpável, e resolve se estabelecer em Defiance. De quebra, ele ainda é promovido a xerife pra botar ordem na porra toda.

defiance-tv-series-datak

Visualmente, Defiance é uma mistureba só, tem elementos de Mad Max, Star Wars, aquele Serenity / Firefly do Joss Whedon e até umas paradas de games tipo Rage, Gears of War, Mass Effect e Halo. E falo isso no melhor dos sentidos possível: a série usa elementos já consagrados de outros sci-fis para criar um universo extremamente crível e interessante.

defiance-tv-series-3-02

A única coisa que me incomodou um pouco é o confinamento à uma cidade apenas e foco nos relacionamentos de personagens que ali residem. Isso é uma manobra clássica para economizar budget em seriados. Dada à natureza da série, seria bem mais interessante se Jeba e Irina estivessem sempre na estrada, navegando pelos desertos, enfrentando perigos. Espero que eu esteja errado, e que Defiance não siga por esse caminho ‘bairrista’ bem corriqueiro em seriados, e não renegue suas origens sci-fi.

defiance-tv-series-3-01

Os defeitos especiais estão aqui ou ali, sempre relembrando que estamos assistindo um seriado e não um filme. Mas, no geral, os efeitos estão, como já mencionei, bem acima da média: com direito até a invasão alienígena em massa logo no primeiro episódio. Espero que não tenham gasto todo orçamento de cara e o resto vire uma novelona (vide romancezinho Romeu e Julieta entre dois filhos de famílias rivais – MEDO).

Enfim, Defiance é uma série muito promissora, e a primeira impressão não poderia ter sido melhor! Vença o preconceito (que eu sei que você tem) em relação ao SyFy e dê à Defiance uma chance! Garanto que você não se arrependerá

Ah, e como eu sou um verme, é obóvio que comprei o game também! Confira o review no link do início do post!

Notas-401