Kingdom Hearts é publicado em mangá no Brasil

 

Kingdom1stpic

A divisão de quadrinhos da Editora Abril, aquela mesma que retalhava e reescrevia os quadrinhos de heróis na década de 80 e que monopolizou o mercado com quadrinhos de baixa qualidade gráfica durante décadas, para em seguida perder tudo para a Panini Comics, que aliás vem fazendo um trabalho notável nos últimos 12 anos, resolveu mostrar que ainda respira e traz às bancas a primeira edição do mangá Kingdom Hearts, que mistura personagens da Square-Enix, famosa produtora de games como Final Fantasy e Chrono Trigger, com personagens clássicos de Walt Disney.

O conceito de Kingdom Hearts é um sonho de infância desse Gordo que vos escreve, um crossover de personagens como Mickey, Donald, Úrsula da Pequena Sereia, a Fera da Bela, o Gênio do Aladdin e muitos outros, com personagens dos jogos de RPG da Squaresoft, agora Square-Enix, que eu debulhava na minha tenra idade.

Capa
Capa da edição nacional número 1 de Kingdom Hearts – Devidamente chupinhada de reportagem do universoHQ.

O criador da versão em quadrinhos da série é Shiro Amano, mangaka experiente em adaptação de games para mangás. Legend of Mana é outro de seus trabalhos mais relevantes, baseado em mais um grande sucesso da Square-Enix.

A história de KH-mangá segue a trama dos jogos que lhe deram origem. A primeira série, chamada apenas de Kingdom Hearts e baseada no primeiro jogo da saga lançado para Playstation 2 em 2002, consiste de 4 volumes tankōbon, ou seja, quatro encadernados de 180-200 páginas aproximadamente. Nesses volumes, assim como no jogo, seremos introduzidos aos três personagens principais – Sora, Kairi e Riku. Sora é separado de seus dois amigos quando seu mundo, Destiny Islands, é invadida pelos Heartless, os Sem-Coração ( no melhor estilo título-de-enlatado-norte-americano-adaptado-pro-Brasil).

Durante a invasão, Sora encontra uma espada em forma da chave, ou seria uma chave em forma de espada? A Keyblade, que permite que ele soque forte nos Heartless. O herói acaba partindo para um mundo chamado Traverse Town, onde conhece então Pateta e Pato Donald, os dois emissários do Rei Mickey que foram enviados para encontrar o portador da Keyblade. Os três se unem e passam a viajar pela “Disney World”, viajando a diversos mundos temáticos dos filmes Disney e selando os corações dessas realidades para prevenir futuras invasões dos Heartless. Tudo bem bob…, quer dizer, Disney.

KHImg2
Sora e a Keyblade

Em sua jornada eles são confrontados por uma galeria de vilões liderada por Malévola, a eterna bruxa invejosa de A Bela Adormecida que agora pretende capturar donzelas especiais, chamadas de Princesses of Heart (Princesinhas do Coração….vou vomitar em 3,2,1…). Com o poder dessas meninas, a malvada abrirá as portas do Reino dos Corações ,Kingdom Hearts, e dominará todos os parques da Disney, não tendo mais que enfrentar filas gigantescas para brincar no Epcot Center… tá, essa última frase é por minha conta.

Obviamente como todo bom game moderno, a história possui uma série de reviravoltas e vilões secretos que servem para manter o interesse do público e o mangá não deve fugir dessa linha. Se a Abril for bem sucedida com a publicação, devemos ainda ler na sequência Kingdom Hearts: Chain of Memories, que consiste em 2 tankōbons e ainda Kingdom Hearts 2, uma coleção de 5 volumes que se encontra em hiato no Japão atualmente (Evangelion alert! Evangelion alert!).

Kingdom Hearts for dummies.

JogoParaPS2

Se você tem curiosidade e vontade de jogar Kingdom Hearts, fique ligado, pois até o momento 7 games foram lançados para distintas plataformas e já há anúncios de futuros lançamentos da franquia.Segue a listinha:

Kingdom Hearts – 2002 – Playstation 2

Kingdom Hearts: Chain of Memories – 2004 – Game Boy Advance

Kingdom Hearts II – 2005 – Playstation 2 Kingdom Hearts 358/2Days – 2009 – Nintendo DS

Kingdom Hearts Birth by Sleep – 2010 – PSP

Kingdom Hearts Coded – 2008 – 2010 – Jogo em episódios lançado para celulares no Japão. Posteriormente compilado e relançado para Nintendo DS (Re:Coded)

Kingdom Hearts 3D: Dream Drop Distance – 2012 – Nintendo 3DS (Aguarde um review desse para breve)

Kingdom Hearts HD 1.5 ReMIX – 2013 – Playstation 3 – Inclui versões HD de Kingdom Hearts Final Mix e Re: Chain of Memories.

Abraço do Gordo e até o review da primeira edição!