Homem de Ferro 3 – Review (por Balão)

Será que o novo filme do latinha é bão mesmo? Ou nem tanto?

PrimeiraFiguraDosPostsdeREVIEWSdeFilmes-Template

Bom, segundo nossos amigos do Oveleca, Homem de Ferro 3 é o melhor filme de todos os tempos (gostaria de saber quanto pagaram pra eles falarem isso… Huahuahuauhau)!

Na verdade, o filme não é essa Coca-Cola toda não. Também não é a pilha fumegante de bosta que o Boobs vai pintar no review dele em breve, muito mais rancoroso que o meu.

A história acontece depois dos eventos vistos em ‘Vingadores’, mostrando um Tony Stark mais noiado, tipo síndrome do pânico mesmo. Ele também ficou obcecado (como se já não fosse antes)  em construir diversas armaduras, para lidar com os diferentes tipos de ameaça.

A encrenca toda começa quand o Mandarim árabe (WTF?!) vivido por Ben Kingsley, ameaça o já tão manjado modo de vida americano com diversos ataques terroristas e discursos inflamados. Num desses ataques o segurança de Tony Pinga, Happy Hogan, é gravemente ferido e deixado em coma, o que faz com que Tony dê um piti em rede nacional e declare guerra ao Mandarim. Óbvio que o Mandarim não deixa barato, bombardeia a casa de Stark e bota a vida dele e de Pepper Potts em perigo.

563710_10151407626727290_1664873216_n

Após ser dado como morto, Tony passa a viver no ostracismo, repensando sua vida e atitudes, bem como pensando em uma maneira de dar cabo dos planos do Mandarim, mesmo estando com recursos limitados.

Paralelamente, Aldrich Killian, chefe da IMA (Idéias Mecânicas Avançadas, organização já conhecida de quem acompanha os quadrinhos) e cientista esnobado por Tony Stark no passado, desenvolve a tecnologia Extremis, um vírus tecnorgânico (Cable, alguém? Huahuahuahua!) que confere aos infectados força e resistências sobre-humanas, fator de cura acelerado e a habilidade de manipular a temperatura corporal (?) e cuspir fogo (??). Killian também possui um misterioso relacionamento com o vilão Mandarim.

Iron-Man-3-Teaser-Screenshot (4)

Não vou entrar no mérito dos spoilers aqui, nem contar que o Mandarim na realidade é um véio bêbado e está sendo manipulado por Aldrich Killian o tempo todo, mas o filme peca pela falta de desenvolvimento. Pode ser mal de final de trilogia, pode ser pressão do estúdio ou o que for, Homem de Ferro 3 parece sofrer dos mesmos problemas do terceiro filme do Bátima: é inconstante, apressado, e os personagens tem motivações duvidosas: o drama pessoal de Tony Stark consegue ser mais furado, raso e desnecessário que o de Bruce Wayne depois de apanhar que nem cachorro fujão do Bane.

Aliás, fãs mais xiitas podem não gostar muito do que foi feito com o Mandarim (eu mesmo confesso que tive uma relação de amor e ódio com o que fizeram), mas Sir Ben Kingsley, competente como sempre, conseguiu entregar um personagem no mínimo interessante. Guy Pearce também interpreta muito bem seu papel como Aldrich Killian, completando o time de vilões ‘responsa’.

ca10926r

O filme foca muito mais em Tony Stark do que no Homem de Ferro em si, então não espere por inúmeras cenas de ação do latinha, ainda mais porque ele passa maior parte do filme na sarjeta. Na verdade, parece que gastaram todo o budget do filme na luta final: aí sim vemos as diversas armaduras de Tony (espere aí mais algumas referências aos quadrinhos, como a armadura noturna e a Hulk-buster). Aliás, se ele tinha tudo essa montoeira de armaduras guardadas na garagem, porque diabos ele já não tinha usado antes? Porque ele passa o filme inteiro construindo bugingangas construídas com cacarecos da Leroy Merlin? Simplesmente não faz sentido!

original

No final das contas, entre mortos e feridos, Homem de Ferro 3 não chega a ser um filme que empolga. Não sei se porque, assim como Tony Stark, sofremos de um trauma pós-Vingadores, que nenhum outro filme de herói solo conseguirá ser tão empolgante, ou porque o filme realmente não entrega tudo aquilo que se propõe. Isso pode ser consequencia também da troca de diretores (Shane Black dirige o longa desta vez, e não John Favreau). É um filme mediano, e o mais fraco da trilogia do latinha.

Notas-30

  • Wagner

    Antes o pessoal fizesse um bom sacrifício pela arte, que é o de não lançar algo se não presta.

    Igual o terceiro Batman, velho que filme atroz.