Review semi-naftalina de Combo Rangers: Somos Heróis

combo-capa

Eu vivi numa época onde pra conectar na Rede Mundial de Computadores era necessário ouvir aquele som que só poderia ser o sacrifício de uma cabra ao deus da gordura. Nessa mesma época eu descobri sabe-se lá como, o site dos Combo Rangers.

Fase bolinha: quem nunca?
Fase bolinha: quem nunca?

Naquela época já era uma depressão que só pra ver os quadrinhos porque era feito em Flash usando inclusive aqueles botões prontos. Sem falar naquelas fontes com tipografia MA-RA-VI-LHO-SA.

combo

Consumi Combo Rangers desenfreadamente no site e inclusive os primeiros gibis deles lançados pela JBC. Provavelmente já os joguei fora porque eram uma merda. Aliás, uma merda em dobro porque recebi 2 cópias de alguns. Qual foi minha surpresa ao visitar uma livraria junto com o Balão, Gordo e Furacãozinho ao ver que existia não apenas uma nova história de Combo Rangers publicada mas também original e escrita por Fábio Yabu,

maguila
WEL COME MAGUILA

Aliás, vocês sabiam que o Yabu fez uma campanha no site dele pra tentar entrar na Casa dos Artistas 2? O que eu mais gosto da internet, é que ela nunca esquece.

Voltando à programação normal… O fato é que comprei a dita cuja revista e aí fui descobrir que apesar de publicada pela JBC ela foi financiada através do site de crowfunding catar.se. Primeiro ponto: nunca tinha ouvido falar desse site até então; Segundo ponto: Tomar no cu com esse nome; Terceiro ponto: Financiamento coletivo pra uma editora publicar? Sei.

Coraçãozinho de merda
Coraçãozinho de merda

Admito que fui com sede ao pote achando que leria uma história no mínimo tão engraçada e galhofenta que nem era os primeiros Combo Rangers – antes do Yabu dar uma de Fred do MegaTokyo e querer fazer sagas épicas. Ledo engano.

Começa que ele tá recontando a história numa cidade que agora muita gente tem poder então heróis são losers. Até aí tudo bem mesmo que sendo clichê… O problema é que o Yabu tenta (e falha) trazer um pouco de realismo em um universo que não tinha até então usando temas como bullying e a piadinha cafajeste sobre o ex-presidente Lula. Daqui 10 anos quando abrir essa revista essa piada vai ser tão velha que nem ele vai lembrar.

combo-lula

Um outro site furreca aí disse que o texto tenta atiçar novos leitores ao mesmo tempo que agrada os antigos mas falha nos dois pontos. Na minha opinião o Yabu escreveu esse roteiro cagando isso sim. Os personagens não beiram mais ao clichê porque do jeito que fez eles poderiam ser simplesmente a definição de clichê no dicionário.

Yabu ainda tenta trazer à tona aquela sensação dos heróis do amor que eram os Combos originais ao fazer uma cena a la Dragon Ball Z (ponto por fazer referências denovo!) onde pessoas com poderes doam e os Combos ainda ganham um upgrade na armadura. Infelizmente, isso não é o suficiente para manter a atenção.

Pra coroar a grande merda que foi toda essa história fechada, Yabu faz uma cena onde Giluke toca na mente de Lisa e no fundo vemos várias cenas de Combo Rangers da época do site/gibi e Giluke obviamente desnorteado recua. Sabe o que tudo isso significa na história? PORRA NENHUMA. É quase como voltar nas histórias do site e lembrar do arco do Deck quando os sonhos são roubados e passam-se 10 anos entre eles fazerem as pessoas acreditarem denovo (“passou-se muito tempo… 10 anos…”) pra história voltar ao normal e você perceber que perdeu 2 meses da sua vida lendo o mini-arco.

Quase um "NOOOOOOO"
Quase um “NOOOOOOO”

Ele publicar esse treco via crowdfunding e via uma editora pra mim só prova que a merda do Princesas do Mar não tá dando mais lucro perto de Galinha Pintadinha e ele viu um lugar pra conseguir dinheiro de vermes como eu. Por sorte não tinha visto o projeto porque provavelmente teria doado dinheiro.

Vale a pena ler se você gostava de Combo Rangers e quer jogar dinheiro fora. De resto? Lixo.

Notas-10

Olha como to usando neste momento
Olha como to usando neste momento