Olha o recalque: Jon Hamm diz que fez certo ao dizer “não” para os filmes de heróis

Jon Hamm (quem?) – o cara da série Mad Men que o Gordo gosta (ahhhhh!), disse ao Radio Times que fez o certo para a sua carreira ao escolher não viver super-heróis (ãh-hã).

main-jon-hamm

O principal motivo para a escolha foi não ficar marcado por apenas um papel. “Os acordos que eles fazem são muito draconianos. Claro, você não assina para apenas um filme, mas para pelos menos mais dois que você ainda não leu o roteiro e não tem ideia de como vai ser, além de todos os crossovers que você terá que fazer”, disse. “Se eu escolher agora viver um super-herói, significaria fazer esse mesmo papel até os 50 anos. É muito trabalho em apenas uma coisa que não é a razão para a qual eu entrei neste negócio. Se você quer passar o seu dia fazendo a mesma coisa, me parece uma escolha estranha.”

O ator ainda deu aquela velha desculpinha de sempre: sou velho, o pinto não levanta mais, e que estaria irrelevante para a mídia atual.

“Pergunte a qualquer pessoa com idade inferior a vinte anos e ela vai dizer que eu pareço o pai dela. Não importa para as gerações que a maioria das pessoas em Hollywood se preocupa, se o seu sobrenome não é Hemsworth ou se você não está no One Direction.”

Huhahuahuahuahua! Mas olha que filha da puta, veja você… ainda deu uma alfinetada na garotadinha.

Enfim, duvido que o Robert Downey Jr. (mais velho que John Hamm por sinal) se importe em interpretar trocentas vezes o Latinha, contanto que seu bolso continue recheado de Obamas. O Gordo que vai chorar com essa notícia, já que ele estava doidinho pra ver o cabra interpretando o Bátima.