Hackers destroem projeto do game “Glorious Leader!”

Ao que parece, os “ráquers” da Coréia do Norte não têm senso de humor. Algumas semanas após a Sony cancelar temporariamente o filme A Entrevista, a desenvolvedora de jogos indie Moneyhorse Games suspendeu seu trabalho no seu shooter/paródia, Glorious Leader! O projeto contava com 570 apoiadores e até o momento do ataque havia financiado U$16.816, longe de sua meta necessária estabelecida, U$55 mil.

19.glorious_chamada

Segundo os desenvolvedores, os hackers destruíram os arquivos do jogo e bloquearam todo o acesso dos seus computadores, impossibilitando os avanços em seu projeto no Kickstarter. O game havia sido adiado inúmeras vezes e enfim havia encontrado uma comunidade de fãs engajada no projeto.

Embora não seja a primeira vez que a empresa receba um ataque, até então a Moneyhorse nunca anunciou “reavaliar” sua postura sobre continuar um projeto que encarou múltiplas ameaças. Os desenvolvedores do jogo, no entanto, não acusam o grupo hacker Guardians of Peace ou a equipe de cibersegurança norte-coreana pelo ataque, alegando que “não havia motivo” para acreditar que a ação fora coordenada com alguém relacionado à Coreia do Norte.

Glorious Leader! se trata de um jogo plataforma 16-bit para PC, em uma estrutura similar à Contra e Metal Slug, onde o protagonista era ninguém menos que o líder norte-coreano, Kim Jong Un. O game se passaria em várias cidades, incluindo Pyongyang, e o jogador mataria militares, tanques e demais oponentes defensores do “imperialismo americano”. Estágios incluiriam um “pégaso norte-coreano”, o Chollima (utilizado nas propagandas da Coreia do Norte), o ex-jogador de basquete Dennis Rodman e um estágio bônus no estúdio da Sony onde você poderia EXPRUDIR o Seth Rogen.

Eu já havia falado mais sobre o jogo AQUI. Uma pena o projeto ter sido descontinuado… =(