Novo Gundam estréia em Outubro com novidades no enredo

Gundam é uma daquelas séries que pode se reinventar a cada ciclo mas sempre mantém alguns temas em comum no decorrer da sua vida. Além do óbvio de robôs gigantes (dã!) temas como conflito de classes, discriminação e golpes políticos são o que dá o caldo no feijão da série. Dessa vez parece que a Sunrise resolveu dar uma inovada no fato espacial da parada!

Desde sua concepção em 1979, a série já teve todo tipo de história contada em diferentes linhas de tempo de modo a evitar que elas sejam conflitantes entre si mesmo que no começo quase todas passassem no fictício Universal Century. Entretanto, foi em 2007 que Gundam pela primeira vez acontecia na linha de tempo tradicional da vida real quebrando um dos seus pontos comuns de enredo que era uma era fictícia. Se a gente desconsiderar G Gundam que fez parte de uma iniciativa da Sunrise de reinventar Gundam nos anos 90, essa foi apenas a segunda fez em quase 30 anos da série que algo tão grande era quebrado. A primeira? Você vê na imagem abaixo de  Gundam com um design pra lá de diferente pro principal mecha.

Também conhecido como Gundam Bigodón
Também conhecido como Gundam Bigodón

Assim sendo, a Sunrise vem tentado mexer na estrutura padrão de Gundam tanto que em 2011 lançou Gundam AGE que era (na sua concepção) voltado ao público infantil. Tem dado resultado? Difícil dizer porque Gundam sofre do problema de ter uma legião de fãs fiéis que consomem qualquer porcaria que saia sobre a série e aí fica difícil dizer se Tostines vende mais porque é fresquinho ou se é fresquinho porque vende mais.

Gundam: Tekketsu no Orphans (Gundam: Órfãos com ferro no sangue em tradução bosta) traz uma quebra nas colônias colocando as mesmas não nos pontos de Lagrange mas sim em Marte! Ou pelo menos é o que dá pra entender do que foi dito pela própria Sunrise. Ao certo, é que a mais de 300 anos houve uma grande guerra entre a Terra e Marte e agora alguém quer tentar a independência de uma cidade em Marte que está sob o controle da Terra.

Eu não gosto de analisar muito o enredo antes de assistir algo novo porque não me interessa. Gosto da surpresa e por isso não entrarei em detalhes exceto por um pedaço que me deixou pra lá de cabrero. O Gundam principal se chamará Barbatos e tem a habilidade de roubar armas, defesa e partes dos inimigos para ficar melhor. Gundam-Megaman agora é? Vai dar merda essa coisa fera.

Como o Mamis aqui é um cara gente boa, deixarei vocês com um vídeo promocional oficial e uma galeria de DUAS imagens deste novo Gundam que estréia em Outubro desse ano lá no Japão e se tudo der certo colocarei as mãos assim que possível para sentir o drama.

Este slideshow necessita de JavaScript.