Os Oito Odiados de Tarantino pode ser encenado nos Teatros!

Tarantino, que a cada dia mais se assemelha à Velha Surda da Praça é Nossa e sua trupe de Os Oito Odiados!
Tarantino, que a cada dia mais se assemelha à Velha Surda da Praça é Nossa e sua trupe de Os Oito Odiados!

The Hateful Eight, o oitavo filme escrito e dirigido por Quentin Tarantino já estreou (há muito tempo) no Brasil e em breve deve ganhar uma versão ao vivo no palco de algum teatro bonitão por aí, palavras do próprio Quentin.

O filme tem causado um cisma nos admiradores do cineasta, há quem execre a sua liberdade criativa e o caos da narrativa, há quem ame cada pedacinho daquela longa. A opinião desse Gordo você confere em breve (se Rao quiser) na nossa crí-crítica do filme.

Apesar dos mamilos, após a premiação do Globo de Ouro que ocorreu nesse domingo, dia 10, Tarantino elaborou muito humildemente sóQueNão em entrevista ao The Wrap algo que ele já tinha insinuado em uma entrevista anterior ao slashfilm, os seus planos para levar seu filme favorito à esse novo meio. Seguem as citações do artista em tradução livre:

“Eu já pensei em tudo! Só estou aguardando o final da temporada de premiações e me dedicarei a escrever o roteiro da peça…Só preciso sentar e escrever…dirigirei também.”

Ainda na mesma entrevista, Tarantino revelou que Harvey Weinstein, produtor do filme, originalmente tentou dissuadí-lo a abandonar a idéia e fazer Os Oito Odiados diretamente como uma peça, mas o diretor refutou:

“Olha, eu até poderia fazer isso. Mas eu gosto do aspectos de mistério que só funcionam em filme. Além do que, eu tenho a tecnologia de 70mm e eu tenho a neve, então me deixa!”
“Meu sentimento é esse: com esse material e esses atores, essa é uma história muito consistente. Eu poderia encená-la em um teatro de Londres, em um palco de Nova Iorque, em um teatro de 99 assentos no Santa Mônica Boulevard ou mesmo refilmá-lo em 16mm – e todas essas versões seriam boas, seriam sólidas e funcionariam. É esse o nível de confiança que eu tenho no material, portanto, vamos extrapolar. Me deixem tirar vantagem desse cenário e transformá-lo num evento!”

Essa é a sinopse oficial de Os Oito Odiados, ainda nos cinemas e um dos trailers. Confira!

Sinopse:

Os Oito Odiados é o oitavo filme do diretor Quentin Tarantino, que estreiou no Brasil no dia 7 de janeiro de 2016. Ambientado seis, sete ou oito ou doze anos depois da Guerra Civil Americana (1861 – 1865), uma diligência se acidenta na paisagem invernal de Wyoming. Os passageiros, o caçador de recompensas John Ruth (Russel) e a fugitiva Daisy Domergue (Leigh), fogem em direção à cidade de Red Rock, onde Ruth, conhecido por estas bandas como o homem da forca, entregará Domergue à justiça.

Ao longo da estrada, eles encontram dois estranhos: o Major Marquis Warren (Jackson), um ex-soldado da União que se transformou um infame mercenário e Chris Mannix (Goggins), um renegado sulista que reivindica o direito de ser o novo xerife da cidade.

Depois de se perderem na nevasca, Ruth, Domergue, Warren e Mannix buscam refúgio em uma parada administrada por Minnie no passo de uma montanha. Quando eles chegam lá, são recebidos por quatro desconhecidos: Bob (Bichir), que está cuidando do estabelecimento enquanto Minnie visita sua mãe, Oswaldo Mobray (Roth), o carrasco de Red Rock, o caubói Joe Gage (Madsen) e o Confederado General Sandy Smithers (Dern).

À medida que que tempestade de neve se intensifica, nossos oito viajantes descobrem que eles podem nunca chegar a Red Rock…

Trailer: