Marvel’s Avengers – É tão ruim assim mesmo?

Os Heróis Mais Poderosos da Terra prontos para seu maior desafio: um game inacabado.

Spoiler pra quem está com preguiça de ler até o final: é sim.

Mas espera que não é tão simples assim! Desde o seu anúncio, Marvel’s Avengers foi uma montanha russa de emoções: o teaser lançado láááá na E3 2017 foi ovacionado pelos presentes, enquanto o trailer de revelação em 2019 foi totalmente escrachado porque os personagens estariam muito feios (é sério, isso realmente aconteceu). Chegaram até a comparar a Viúva Negra com o Lord Farquad do filme do Jureg. Não adiantou muito terem corrigido os visuais na versão final do game.

LOL

Pulamos para setembro de 2020, com o lançamento do beta aberto do jogo que muitos (inclusive eu) tivemos oportunidade de jogar. A idéia era bem interessante: uma campanha single-player cinematográfcia que remete à grandiosidade dos filmes da Marvel Studios; e um modo online para jogar com até 3 outros abiguinhos no melhos estilo “fireteam” de Destiny e afins. Não tinha como dar errado né? Um MMO dos Vingadores, da hora! O beta estavam meio inacabado e cheio de bugs, mas é um coisa que eles consertariam na versão final né?

Só que não.

Tem loot? Tem sim senhor! Pena que os equipamentos não refletem na aparência dos personagens…

O game foi lançado no final de setembro, e parecia um produto inacabado, assim como seu beta. A campanha principal foi bastante elogiada, e realmente, o roteiro parece ter saído direto de um dos filmes da big M. Mas isso só garante 10 a 12 horas de diversão. Os holofotes estavam apontados para a parte online do game, e foi aí que eles falharam mais feio.

Soltei spoiler do vilão final do jogo fodase

Repleto de bugs e com missões repetitivas, e que são repetidas à exaustão, a comunidade rapidamente se debandou e os servidores ficaram desertos. A Crystal Dynamics se comprometeu a corrigir todos os bugs antes de lançar novos conteúdos, porém isso se provou uma tarefa inglória pois os defeitos eram muitos. Desde o dia 1, o único conteúdo novo que foi lançado foi um “hub” da SHIELD e umas missões de “Fendas de Táquions” que nada mais são que missões reaproveitadas com limite de tempo e recompensas melhores para jogadores de níveis mais altos. Então, nada REALMENTE novo.

Jogue com até 3 amigos no modo co-op. Isto é, se você conseguir encontrar outras 3 pessoas nos servidores do jogo…

A própria Crystal Dynamics admitiu que lançou um produto incompleto pois passou por uma fase de produção conturbada devido à pandemia e tiveram que cumprir com uma data de lançamento bem agressiva para finalizar o jogo.

Ok, até aqui é a história que provavelmente você já leu e ouviu em dúzias de sites “especializados”. Mas onde eu quero chegar? Indo na contramão de uma das diretrizes do CNC que é para falar mal do trabalho outros, estou aqui para encontrar uma luz no fim do túnel, defender o indefensável, passar paninho para essa mega corporação imperialista burguesa que é a SQUEENIX e… falar BEM de Marvel’s Avengers!

As lutas contra os chefes impessionam… mas não tanto depois de refazê-las pela centésima vez!

Isso mesmo, por que debaixo dessa camada de repetições, bugs e designs de fases ruins há um diamante bruto pronto para ser lapidado e com potencial para ser um dos melhores jogos de todos os tempos!!!

Ok, não é pra tanto.

Mas vamos começar. Já falei que a história single player é bem legalzinha, mas só isso não deixa o jogo bom.

O jogo possui uma miríade de skins para colecionar. Algumas bem legais, outras… nem tanto.

Primeiro, a jogabilidade. Sinceramente, o que eles conseguiram com esse game para mim foi um triunfo praticamente inalcançável. Você joga com seis heróis diferentes ao longo do game (Ms. Marvel, Hulk, Viúva, Thor, Capitão América e Homem de Ferro), e o mais impressionante é que cada um tem sua jogabilidade própria! Parece que você está jogando seis games diferentes, ao invés de um só com uma “skin” diferente. A cada troca de personagem você tem que praticamente reaprender como se joga e isso é sensacional! Já vi vários games tentarem algo parecido e não vi nenhum chegar tão perto quanto este dos Vingadores. Além disso, a campanha single-player permite que você jogue um pouco com cada um deles em uma espécie de um loooongo tutorial, mas que é extremamente gratificante.

Prepare-se para destruir esses robôs genéricos por horas e horas a fio!

Segundo, a parte online. Tá maluco Balão? Você acabou de cagar na cabeça da parte online. Isso é verdade, mas eu não disse que o jogo online era ruim (pelo contrário, joguei online com amigos e é extremamente divertido). O problema é a repetição de missões e cenários. Pra começar que os “vilões” do jogo é a IMA (Idéias Mecânicas Avançadas), organização que nos gibis já era um porre, no jogo então… os cenários se limitam à “instalações de pesquisa” que parecem todas iguais, e os inimigos também são um bando de robôs e soldadinhos genéricos.

Kamala é uma das personagens mais divertidas de jogar.

Se tivéssemos mais variedade de conteúdo, localizações e vilões mais interessantes, a história seria outra. Sim, matar o Treinador e o Abominável em bunkers genéricos todo dia enche o saco fácil, mas já imaginou se fossem vários vilões do extenso panteão da Marvel? E em localidades icônicas? E com mais heróis? As possibilidades são infinitas.

E terceiro, a trilha sonora. IRON MAIDEN? EXCELLENT!

Eu comprei o jogo na pré-venda (versão steelkbook ainda, lindona) e não me arrependo. Tenho jogado praticamente todos os dias e estou a dois troféus da platina. Está sendo aquela diversão descompromissada, que eu desligo o cérebro e só vou dar umas porradas. O game me remete um pouco ao sentimento que eu tinha ao jogar aqueles beat’em ups (Final Fight, Streets of Rage) na era 16 bits. Como falei no texto acima, eles criaram um framework quase perfeito para um jogo imperfeito. Espero que não morra na casca corrijam isto com o tempo com a adição de novos conteúdos.

Finalmente, gostaria de convidar você, caro leitor (se é que alguém ainda lê essa porra) para uma reflexão: Street Fighter V éhoje um dos games de luta mais amados e jogados pela comunidade, movimentando milhares de torneios. Quando ele foi lançado, não tinha vários de seus modos (inclusive o modo história habilitado). E aí, Marvel’s Avengers merece ou não merece uma nova chance?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.